quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Natal

As atividades para o Natal teve como base os materiais que podem ser reciclados. Os presépios criados pelas crianças de CATL tiveram por base algumas caixas (leite, bolachas, cereais), embalagens de detergente, embalagens plásticas, caixas de cds, caixas de ovos, garrafas etc.
O espírito de natal promoveu uma implicação nas atividades e, ao mesmo tempo, proporcionou uma maior aproximação à história do presépio e ao nascimento do menino jesus. Estão todos de parabéns!!















 

O Ciclo da Água

 O ciclo da água é um tema que irá ser abordado na escola pelas crianças do 4º ano. Assim para avaliar os seus conhecimentos sobre o tema e para facilitar a aprendizagem, estudámos em conjunto uma maneira de aprender através da expressão plástica.
Para além de consultarem o seu manual, tiveram a oportunidade de ver alguns documentários retirados do yutube. Desenharam o ciclo da água e puseram mãos à obra. Com material reciclado construiram a sua maquete, aplicando todos os seus conhecimentos sobre o tema.
 Parabéns aos nossos meninos, os seus trabalhinhos ficaram muito giros e tornou-se numa aprendizagem divertida!!! e já sabem, se quiserem levar as suas maquetes para a  escola e mostrar aos seus colegas, também podem fazê-lo!!














domingo, 4 de novembro de 2012

Higiene Bucal - Higiene Oral

video
 
Considerada uma rotina como qualquer outra, escovar os dentes todos os dias é um ritual que todas as pessoas deviam  cumprir. Prevenir as caries, gengivites, mau hálito é urgente e necessário.
Assim após falarmos sobre uma alimentação saudável, abordámos o tema da higiene oral e corporal com o objetivo principal de transmitir a sua importância, alertar para os perigos, dar a conhecer os passos necessários para uma correta higiene, procurar saber o que as crianças já sabem e quais as suas rotinas quanto a este assunto.
 
Após dialogarmos, visualizámos alguns pequenos filmes sobre o tema. As crianças do 4º CATL criaram um fantoche em que os dentes foram a principal "personagem". Inventaram uma quadra sobre o tema e realizaram algumas fichas de consilidação.
 
Os grupos do 1º, 2º, e 3º CATL, além de realizarem algumas fichas, foram divididos em grupos e a cada grupo foi atribuído alguns fantoches. A sua missão era inventar uma pequena história sobre a higiene oral a partir dos fantaoches que tinham. As histórias dramatizadas foram apresentadas aos restantes grupos de CATL que desta forma se implicaram ativamente no processo de ensino- aprendizagem. Estão todos de parabéns!! :)

Higiene Bucal - HigieneOoral

A higiene bucal é a prática de manter a boca, dentes e gengivas limpos e saudáveis ​​para, assim, prevenir e evitar problemas na boca tais como as cáries, a periodontite, a gengivite e ainda ajudar a combater a halitose (mau hálito). Uma boa higiene oral mantém o seu sorriso bonito e o seu hálito puro.

Qual é a finalidade da higiene bucal?

- Prevenir e evitar a formação da indesejada placa bacteriana, que é uma película pegajosa de açúcares e bactérias, que se forma sobre as superfícies duras dos dentes. A placa bacteriana pode levar a mais problemas de saúde bucal, como o tártaro, as cáries, a gengivite e periodontite ou doença periodontal.
- Melhorar a sua qualidade de vida. Uma pessoa com os dentes estragados, ou sem dentes, não consegue mastigar bem os alimentos ou falar correctamente. Uma boa higiene bucal permite que você consiga desempenhar as funções alimentares na sua plenitude, bem como preservar a sua fala, uma vez que os seus dentes duram mais tempo. Evita assim situações embaraçosas como o mau hálito ou um sorriso desagradável.

Quais são os sintomas de uma má higiene oral?

- Se as suas gengivas sangrarem ou doerem frequentemente (especialmente ao escovar os seus dentes) é provável que seja devido a uma má higiene dental.
- Se você tiver mau hálito persistente, que não desaparece facilmente.
- Se aparecerem depósitos castanhos ou amarelos sobre os dentes, que surgem devido à calcificação da placa bacteriana.

Como manter uma boa higiene oral?

Uma higiene bucal adequada vai evitar a formação de placa bacteriana, que, conforme explicado acima, é o principal fator que leva à formação de cáries e da doença periodontal. Os pais devem orientar as crianças sobre os métodos adequados de higiene oral que devem ser praticados diariamente. Você deve consultar o seu dentista e procurar conselho sobre as práticas corretas de higiene bucal e dentária a serem seguidas.
> Escove correctamente os seus dentes e use o fio dental no dia-a-dia. Deve escovar bem os dentes pelo menos 2 a 3 vezes por dia e usar o fio dental.
> Use um Anti-séptico bucal (enxaguante bucal com flúor). Use regularmente após escovar os dentes ou usar o fio dental para eliminar as bactérias responsáveis pela formação de placa, e especialmente se você tiver mau hálito.
> O uso de Flúor. O flúor protege e fortalece os dentes. Use o flúor na pasta de dentes, em tratamentos dentários, ou tomando um suplemento de flúor. Lembre-se, nada de excessos, aconselhe-se com o seu dentista.
> Procure comer alimentos balanceados. Seguir uma dieta equilibrada desempenha um papel importante na saúde bucal. Uma dieta equilibrada inclui todos os principais grupos de alimentos: frutas e verduras, produtos lácteos, carne, peixe, etc.
> Visite regularmente o seu dentista. Você deve ir ao dentista pelo menos de 6 em 6 meses para manter uma boa saúde oral.

Quais são os resultados de uma boa higiene bucal?

- Os seus dentes ficam mais limpos e sem resíduos, logo, seu sorriso vai ficar mais bonito.
- As suas gengivas ficam mais saudáveis. Não magoam ou sangram ao escovar ou passar o fio dental.
- A sua boca fica livre de episódios regulares de mau hálito (halitose).

domingo, 21 de outubro de 2012

Atividades do Dia Mundial da Alimentação

video
A roda dos alimentos foi tema de conversa no CATL. Qual era a fatia maior da roda? O que devíamos comer em maior quantidade? e em menos quantidade? para que servem alguns alimentos? como comê-los? quais as principais vantagens para o nosso corpo? uma série de perguntas que ficaram respondidas através de um pequeno filme sobre uma alimentação saudável.
 
Através do filme as crianças de CATL puderam descobrir em que alimentos estão as vitaminas, o cálcio, o ferro, as proteínas e a sua função no nosso organismo. Puderam observar algumas imagens onde há uma boa alimentação e outras onde há uma deficiente alimentação e puderam comparar as reações do nosso corpo.

Decidimos recriar a roda dos alimentos com alimentos verdadeiros e cada crianças trouxe um alimento e colocou na roda. O 4º CATL decorou com leguminosas os frutos de outono e as crianças do 1º, 2º e 3º CATL recortaram e colaram os alimetos saudáveis, desenharam num prato os alimentos saudáveis que mais gostavam e reaprenderam a colocar a mesa num pequeno tabuleiro.

Foram atividades enriquecedoras que promoveram o diálogo, trocas de opinião, conhecimentos e vivências por parte das crianças.

Os ovos misteriosos

A história dos ovos misteriosos
 
 
"Uma galinha punha um ovo todos os dias e todos os dias a dona lhe levava o ovo. Para fugir de tão grande injustiça foi para a floresta e aí fez um ninho muito confortável. Passado pouco tempo, vários ovos apareceram no seu ninho: uns grandes, outros pequenos, uns mais claros, outros mais escuros. Embora admirada, chocou todos os ovos, dos quais viria a nascer uma insólita ninhada: um papagaio, uma serpente, uma avestruz, um crocodilo e também um pinto.

Todos irmãos e todos diferentes, formavam uma ninhada engraçada, que a mãe-galinha tinha dificuldade em controlar e em alimentar. Mas todos, de modos também diferentes, defenderam a mãe quando a viram ameaçada."
 
 
Esta história foi dramatizada pelo grupo de crianças do 4º CATL às crianças da creche e do pré escolar. Foi uma história que se integrou na comemoração do Dia Mundial dos Animais e teve como principais objetivos apelar ao respeito pelos animais, valorizar e respeitar as diferenças (transpondo-os  também para os seres humanos), dar a entender às crianças mais velhas que apesar de "a galinha" (mãe) não ser mãe biológica de todos os ovos (filhos) amou-os e tratou deles todos com muito carinho. Este último objetivo reflete-se no tema da adoção.

Um outro objetivo foi despertar nas crianças do 4º ano uma vontade de ser responsavel por um papel, pelo cenário, pelo vestuário, pelos diálogos, pelas expressões corporais com que criaram cada personagem. O entusiasmo de apresentar a história às outras crianças foi muito importante para cada uma delas. Apesar do pouco tempo que tivemos, tudo se concretizou como planeado, pois contámos com o apoio de toda a equipa de trabalho que teve um papel importante na organização da dramatização.
É também uma mensagem  a transmitir aos mais pequenos. Tudo se faz quando há trabalho de equipa e se cada um for responsável por uma parte... Cada parte faz um todo!
 
video
 
Fiquei muito orgulhosa dos meus meninos:). Foram organizados e responsáveis e todas as crianças que assistiram gostaram muito! parabéns!

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Dia 16 de Outubro - Dia Mundial da Alimentação

A RODA DOS ALIMENTOS

Conheça o que mudou na nova Roda dos Alimentos e aprenda a comer de uma forma mais variada, equilibrada e completa.

A Roda dos Alimentos é um instrumento de educação alimentar destinado à população em geral. Esta representação gráfica foi concebida para orientar as escolhas e combinações alimentares que devem fazer parte de um dia alimentar saudável.

Utilizada desde 1977, como parte da Campanha de Educação Alimentar “Saber comer é saber viver”, a Roda dos Alimentos sofreu recentemente uma reestruturação, motivada pela evolução dos conhecimentos científicos e pelas alterações nos hábitos alimentares portugueses.

Mantendo o formato circular original, associado ao prato vulgarmente utilizado às refeições, a nova versão subdivide alguns dos anteriores grupos e estabelece porções diárias equivalentes, para além de incluir a água no centro desta nova representação gráfica.

A nova Roda dos Alimentos é composta por sete grupos, com funções e características nutricionais específicas:

Cereais e derivados, tubérculos – 28%
Hortícolas – 23%
Fruta – 20%
Lacticínios – 18%
Carne, pescado e ovos – 5%
Leguminosas – 4%
Gorduras e óleos – 2%
Dentro de cada divisão estão reunidos alimentos nutricionalmente semelhantes entre si, para que possam ser regularmente substituídos, assegurando a variedade nutricional e alimentar.

No site da Direcção-Geral da Saúde estão disponíveis mais informações sobre a roda dos alimentos e outras informações sobre alimentação, tais como: as recomendações nutricionais e alimentares para a população portuguesa, princípios para uma alimentação saudável, como diminuir o consumo de gordura, açúcar e sal, e como aumentar o consumo de hortaliças, legumes e frutos.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

No Cantinho das Expressões

No Cantinho das Expressões
-Artes Com Tudo-
 
“Quando a criança pinta, o mundo encolhe-se às dimensões de uma folha de papel (…) a folha transborda os seus limites e torna-se mundo”
 
Este é o projeto curricular do CATL para este ano letivo.
PRINCIPAIS OBJETIVOS
 
Proporcionar às crianças do CATL o prazer de descobrir, imaginar, criar, brincar, experimentar, optar, aprender, interagir, crescer, contribuindo para um desenvolvimento pessoal pleno.
Realizar atividades de expressão recorrendo a uma base teórica complementar de acordo com os temas abordados na escola, através dos áudio visuais, à pesquisa individual e coletiva, ao apoio dos pais
Conciliar as atividades  com o plano de atividades anual da Instituição
A importância das expressões

ØAtravés das expressões  a criança experimenta, ultrapassa-se, conhece os seus limites, fragilidades. Expressa-se e reinventa-se. Reforça e constrói a sua autoestima, criatividade e imaginação. A criança expressa tudo o que sucede ao seu redor.
ØAtravés da pintura, da modelação, da dança, da música, do teatro, a criança exprime sentimentos, ideias e emoções.
ØAo exprimir-se livremente, a criança adquire autoconfiança e torna-se mais responsável e cooperante no relacionamento com os outros. Respeitando a expressão de cada um, é possível realizar surpreendentes trabalhos individuais e coletivos através de técnicas que estimulam a criatividade.
Contamos com o apoio dos pais, com toda a equipa de colaboradores e sobretudo com o grupo de crianças que nos irá acompanhar nesta descoberta.
BOM ANO LETIVO

Reciclar é preciso!





Ficaram muito giras as nossas caixas de cereais transformadas em capas de arquivo para os nossos meninos de CATL colocarem os desenhos e fichinhas.
 
Abordar a problemática do meio ambiente e da necessidade de podermos reciclar alguns materiais torna-se um valor a adquirir nos dias de hoje. Transmitir e estimular as crianças a "pensar no lixo"de uma maneira saudável e inteligente é preparar-lhes o caminho para que eles possam tomar opções de escolha e de comportamentos, mas ao mesmo tempo, "obrigá-los" a pensar e a criar a partir de um simples objeto.
 
Desta forma, incentivamo-los para o respeito pelo meio ambiente.
 
São estas pequenas ações que os farão refletir e transmitir aos outros o que aprenderam e desta forma, o ciclo de aprendizagem não tem fim. 

Um docinho para ti e para mim







No cantinho das expressões também há tempo para dedicar-nos à culinária. Mãos e boca lambuzadas com chocolate fizeram as delicias dos nossos meninos.
Trabalhámos em grupo, com as quantidades e ingredientes e já sabemos fazer em casa uma nova versão do rolo de chocolate. Estava delicioso!!!

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Dia Mundial dos Animais










 
Para comemorar o Dia Mundial dos Animais realizámos algumas atividades de acordo com as faixas etárias do grupo de CATL (dos 6 aos 9/10 anos).
 
Visualizamos um filme e dialogámos sobre os direitos dos animais. Demos exemplos e algumas crianças falaram sobre os seus animais de estimação ou de acontecimentos/situações que observaram.
 
 O 4º CATL foi dividido em equipas e decidiram que animais queriam criar a partir de jornais velhos. Surgiram a tartaruga, a girafa, a cobra, o crocodilo e o flamingo. Depois pesquisaram algumas caraterísticas sobre cada animal e divulgaram aos mais pequenos numa exposição.
O 1º, 2º, e 3º CATL criaram  alguns animais engraçados que surgiram da mistura de cores e das mãos de cada criança.
 
Em equipa, o grupo de CATL realizou um trabalaho de dobragem em origami. Conseguiram imaginar como seria viver debaixo de água e criaram os peixes sob o tema "respeitar o animal é respeitar o seu habitat".
 
Realçar a importância deste dia festivo é simultaneamente, apelar para a sua importância e consequentemente para a responsabilidade que cada um de nós tem para com os animais e o seu habitat, mas também, pretende ser um complemento à formação escolar, pois partilhar as ideias, pesquisar, decidir, organizar o trabalho, refletir sobre os direitos dos animais é de certeza um modo de aprendizagem que poderá ser partilhada pelas nossas crianças e transmitida na escola à turma.
 
Estão todos de parabéns!!

domingo, 29 de julho de 2012

A IMPORTÂNCIA DAS ATIVIDADES LÚDICAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
 
Achei este texto interessante pois fala-nos de todas as atividades  que temos realizado com os nossos pinguins. A estas atividades chamamos "atividade lúdica" que para além de ser "toda e qualquer animação que tem como intenção causar prazer e entretenimento a quem pratica" é também um conjunto de atividades propostas que têm o intuito de desenvolver aprendizagens cognitivas, motoras, afetivas/emocionais, linguisticas etc. Estas aprendizagens são um trampolim para que a criança as utilize no seu dia a dia, que as transmitam de acordo com a sua faixa etária e o seu entendimento. Mais tarde, porque crescem e o seu nível de maturidade é maior, vão entender essas mesmas aprendizagens (que se tornam em conhecimentos) de forma mais realista .
Por isso é importante valorizar todo e qualquer conhecimento/aprendizagem /desenvolvimento da criança em qualquer fase da sua idade (desde que adequado à sua idade) e não dizer "que é pequeno demais para saber".
 
Estudos e pesquisas têm comprovado a importância das atividades lúdicas, no desenvolvimento das potencialidades humanas das crianças, proporcionando condições adequadas ao seu desenvolvimento físico, motor, emocional, cognitivo, e social. São lúdicas as atividades que propiciam a experiência completa do momento, associando o ato, o pensamento e o sentimento. A criança se expressa, assimila conhecimentos e constrói a sua realidade quanto está praticando alguma atividade lúdica. Ela também espelha a sua experiência, modificando a realidade de acordo com seus gostos e interesses.Na educação Infantil podemos comprovar a influência positiva das atividades lúdicas em um ambiente aconchegante, desafiador, rico em oportunidades e experiências para o crescimento sadio das crianças. Os primeiros anos de vida são decisivos na formação da criança, pois se trata de um período em que a criança está construindo sua identidade e grande parte de sua estrutura física, socioafetiva e intelectual. É, sobretudo, nesta fase que se deve adotar várias estratégias, entre elas as atividades lúdicas, que são capazes de intervir positivamente no desenvolvimento da criança, suprindo suas necessidades biopsicossociais, assegurando-lhe condições adequadas para desenvolver suas competências. Todas as instituições que atendem crianças de 0 a 5 anos, deve promover o seu desenvolvimento integral, ampliando suas experiências e conhecimentos, de forma a estimular o interesse pela dinâmica da vida social e contribuir para que sua integração e convivência na sociedade sejam produtivas e marcadas pelos valores de solidariedade, liberdade, cooperação e respeito. As intuições infantis precisam ser acolhedoras, atraentes, estimuladoras, acessíveis ás crianças e ainda oferecer condições de atendimento ás famílias, possibilitando a realização de ações sócioeducativas.
As crianças necessitam receber nas instituições de educação infantil:
Ações sistemáticas e continuadas que visam a fornecer informações;
Realizar vivências através de atividades lúdicas;
Aprimorar conhecimentos.
São vários os benefícios das atividades lúdicas, entre eles estão:
Assimilação de valores;
Aquisição de comportamentos;
Desenvolvimento de diversas áreas do conhecimento
Aprimoramento de habilidades;
Socialização.
Quanto ao tipo de atividades lúdicas existentes, são muitas, podemos citar:
Desenhar;
Brincadeiras;
Jogos;
Danças;
Construir coletivamente;
Leituras;
Softwares educativos;
Passeios;
Dramatizações;
Cantos;
Teatro de fantoches, etc.
As atividades lúdicas podem ser uma brincadeira, um jogo ou qualquer outra atividade que permita tentar uma situação de interação. Porém, mais importante do que o tipo de atividade lúdica é a forma como é dirigida e como é vivenciada, e o porquê de estar sendo realizada.Toda criança que participa de atividades lúdicas, adquire novos conhecimentos e desenvolve habilidades de forma natural e agradável, que gera um forte interesse em aprender e garante o prazer.Na educação infantil, por meio das atividades lúdicas a criança brinca, joga e se diverte. Ela também age, sente, pensa, aprende e se desenvolve. As atividades lúdicas podem ser consideradas, tarefas do dia-a-dia na educação infantil.De acordo com Teixeira (1995), vários são os motivo que induzi os educadores a apelar às atividades lúdicas e utilizá-las como um recurso pedagógico no processo de ensino-aprendizagem. Segundo Schwartz (2002), a criança é automotivada para qualquer prática, principalmente a lúdica, sendo que tendem a notar a importância de atividades para o seu desenvolvimento, assim sendo, favorece a procura pelo retorno e pela manutenção de determinadas atividades. Huizinga (1996), diz que numa atividade lúdica, existe algo “em jogo” que transcende as necessidades imediatas da vida e confere um sentido à ação.
Para Schaefer (1994), as atividades lúdicas promovem ou restabelecem o bem estar psicológico da criança. No contexto de desenvolvimento social da criança é parte do repertório infantil e integra dimensões da interação humana necessária na análise psicológica (regras, cadeias comportamentais, simulações ou faz-de-conta aprendizagem observacional e modelagem).Toda a atividade lúdica pode ser aplicada em diversas faixas etárias, mas pode sofrer intervenção em sua metodologia de aplicação, na organização e no prover de suas estratégias, de acordo com as necessidades peculiares das faixas etárias. As atividades lúdicas têm capacidade sobre a criança de gerar desenvolvimento de várias habilidades, proporcionando a criança divertimento, prazer, convívio profícuo, estímulo intelectivo, desenvolvimento harmonioso, autocontrole, e auto-realização. O educador deverá propiciar a exploração da curiosidade infantil, incentivando o desenvolvimento da criatividade, das diferentes formas de linguagem, do senso crítico e de progressiva autonomia. Como também ser ativo quanto às crianças, criativo e interessado em ajudá-las a crescerem e serem felizes, fazendo das atividades lúdicas na educação Infantil excelentes instrumentos facilitadores do ensino-aprendizagem.As atividades lúdicas, juntamente com a boa pretensão dos educadores, são caminhos que contribuem para o bem-estar, entretenimento das crianças, garantindo-lhes uma agradável estadia na creche ou escola. Certamente, a experiência dos educadores, além de somar-se ao que estou propondo, irá contribuir para maior alcance de objetivos em seu plano educativo.

sábado, 2 de junho de 2012

A história da carochinha e os três porquinhos

video
No Dia Mundial da Criança houve muita animação, mas o melhor de tudo foi ver as histórinhas contadas por nós.  As canções conhecidas pelas crianças também deram alegria a todo aquele espaço e a todas as crianças, mesmo aos bebés que também lá estavam!!! UM DIA MUITO FELIZ PARA TODAS AS CRIANÇAS!

O Dia da Criança foi assim...

video
Para o maior tesouro que temos nas nossas mãos temos de criar e dar algo com a qual se identificam. Um simples balão faz as maravilhas destes nossos meninos. Mandam-no para cima e para baixo, dançam com o balão preso nos dentes, deitam-se no chão e abraçam-no como se fosse um peluche. Sim, também se zangam quando alguém os tira e ficam tristes quando rebentam. Um balão, simplesmente um balão, faz expressar nas crianças um mundo de emoções...
Dançar ao som do joka foi maravilhoso, imitavam-nos e eu já cansada dizia "não querem descansar um bocadinho?" e eles "Não" oh vamos lá outra vez... ;) foi divertido!

Depois fomos ver duas dramatizações na sala da creche. As educadoras e auxiliares representaram a história da carochinha  e a história dos três porquinhos (fantoches) e encantaram todas as crianças que com olhar sereno e maravilhado olhavam com muita atenção para não perderem pitada.
A seguir ao  almoço, a esperada sobremesa chegou:gelado para todos!!! que delicia :) comeram todos muito bem!

Criámos uma prendinha muito simples mas muito interativa: um fantoche - Um sapo feito com um prato com o qual as crianças podem inventar e imaginar muitas histórias.
Foi um dia em cheio!!!

Desenhando o EU

video
Já não é a primeira vez que os nossos meninos desenham a figura humana. É na verdade, a primeira vez que a desenham usando a tinta. Parece fácil mas não é. A tinta e os pincéis dificultam os movimentos, ocupam mais espaço na folha, e o traço fica mais grosso. A perceção da figura humana é a mesma, no entanto as crianças sentem mais dificuldade em desenhar pequenos detalhes, como os olhos, a boca e o nariz, naquele espaço com contornos mais grossos.
No entanto, com alguma ajuda, desenharam o seu "Eu". "Este sou eu"!. Com o objetivo de se identificarem, à medida que desenhavam perguntávamos como era o seu cabelo, a cor dos olhos, a cor da barriga etc. e eles lá iam dizendo com um sorriso nos lábios, demonstrando prazer em criar - se tal como são. No fim, é muito importante mostrar o que fizeream e perguntar-lhes como acham que está o seu desenho. Devemos dar-lhes um reforço positivo para que continuem com a mesma implicação e prazer. 
Ficaram muito giros os nossos principes e princesas!

Os feijões já cresceram!

video

Lembram-se de termos plantado alguns feijões num copinho de iogurte? Pois é, de vez em quando espreitávamos os feijões para ver se tinham crescido. Na mantinha todos queriam saber se o seu feijão já estava maior. Relembrávamos que para crescer eles precisavam de terra, água, sol e de cuidados. Então deitávamos água e colocávamos os copinhos à janela. Depressa cresceram! Era ver qual era o maior!

A intencionalidade deste projeto foi promover alguns conhecimentos sobre a natureza e sobre nós. Nós também já fomos pequeninos e crescemos. Deram-nos comida, colo e muito amor. Desta forma crescemos e vamos crescer ainda mais.

Como já tinha referido, este projeto surgiu com a chegada da primavera. Mas também, porque um dia lemos uma história sobre o elefante Elmer. No fim da história falamos sobre a diferença(de uma forma muito simples) e sobre o habitat destes animais. À pergunta:"podemos ter um elefante em casa?"o Francisco disse que sim, porque ele era pequenino. Depois disse-lhe que os elefantes também crescem como nós e as plantas.

Aqui está um tema que pode proporcionar muitas aprendizagens, não só através de histórias, como também através de exemplos concretos do nosso dia a dia e de experiências, como a dos feijões.

Os pais podem promover essa mesma aprendizagem mostrando fotografias suas e das crianças de quando eram pequeninas fazendo uma comparação com as mais recentes.
De certeza que vão gostar!!!:)

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Meninos de Todas as Cores

Vivemos num mundo onde a diferença é uma constante. Mas a diferença não é um problema. Estamos rodeados de pessoas chinesas, espanholas, inglesas, alemãs, francesas, angolanas.... e apesar das diferenças, somos todos humanos.Desta forma, é essencial sensibilizarmos as crianças desde pequeninas de que devem respeitar quem é diferente.Apresento uma história de Luísa Ducla Soares que poderá ser utilizada como suporte de uma série de actividades relacionadas com a multiculturalidade.

MENINOS DE TODAS AS CORES


Era uma vez um menino branco, chamado Miguel, que vivia numa terra de meninos brancos e dizia:

É bom ser branco
porque é branco o açúcar, tão doce
porque é branco o leite, tão saboroso
porque é branca a neve, tão linda.

Mas certo dia o menino partiu numa grande viagem e chegou a uma terra onde todos os meninos são amarelos.
Arranjou uma amiga, chamada Flor de Lótus que, como todos os meninos amarelos, dizia:


É bom ser amarelo
porque é amarelo o sol
e amarelo o girassol
mais a areia amarela da praia.

O menino branco meteu-se num barco para continuar a sua viagem e parou numa terra onde todos os meninos são pretos.
Fez-se amigo de um pequeno caçador, chamado Lumumba que, com os outros meninos pretos, dizia:

É bom ser preto
como a noite
preto como as azeitonas
preto como as estradas que nos levam a toda a parte.

O menino branco entrou depois num avião, que só parou numa terra onde todos os meninos são vermelhos. Escolheu, para brincar aos índios, um menino chamado Pena de Águia. E o menino vermelho dizia:

É bom ser vermelho
da cor das fogueiras
da cor das cerejas
e da cor do sangue bem encarnado.

O menino branco foi correndo mundo até uma terra onde todos os meninos são castanhos. Aí fazia corridas de camelo com um menino chamado Ali-Bábá, que dizia:

É bom ser castanho
como a terra do chão
os troncos das árvores
é tão bom ser castanho como o chocolate.

Quando o menino voltou à sua terra de meninos brancos, dizia:

É bom ser branco como o açúcaramarelo como o solpreto como as estradas
vermelho como as fogueiras
castanho da cor do chocolate.


Enquanto, na escola, os meninos brancos pintavam em folhas brancas desenhos de meninos brancos, ele fazia grandes rodas com meninos sorridentes de todas as cores.

Luísa Ducla Soares, Meninos de Todas as cores